Perfil do país

CHINA

As dificuldades sentidas pelos crentes aumentaram, pois o novo Regulamento dos Assuntos Religiosos de 2018 limita muitas actividades religiosas aos locais registados e introduz ainda mais restrições.(1) A 21 de Março de 2018, a supervisão dos assuntos religiosos foi transferida da Administração Estatal dos Assuntos Religiosos para o Departamento de Trabalho da Frente Unida, uma agência do Partido Comunista Chinês.(2) Receia-se que o novo “sistema de créditos sociais” da China, concebido para premiar os actos de boa cidadania e punir os de má cidadania, vai ser usado para discriminar os Cristãos.(3) A educação está a ser usada como instrumento de condicionamento social: nalgumas regiões, foi alegadamente exigido aos alunos que assinem uma declaração afirmando que vão “promover o ateísmo e opor-se à crença em Deus”.(4) Noutras áreas, os problemas continuam. O clero cristão continua sujeito a detenções arbitrárias(5) e os regulamentos de construção são cada vez mais usados como pretexto para a demolição de igrejas. Apesar do acordo de Setembro de 2018, entre o Vaticano e a China, o estatuto da Igreja Católica continua a ser complexo: dois bispos na clandestinidade foram formalmente substituídos por bispos da Associação Católica Patriótica Chinesa. E, mesmo depois do acordo, agentes estatais destruíram santuários marianos em Shanxi e Guizhou.(6)

1. “China revises regulation on religious affairs”, Conselho de Estado a República Popular da China, 7 de Setembro de 2017, http://english.gov.cn/policies/latest_releases/2017/09/07/content_281475842719170.htm (acedido a 16 de Julho de 2019).

2. “Communist Party takes control of religious affairs”, CSW, 22 de Março de 2018, https://www.csw.org.uk/2018/03/22/news/3886/article.htm (acedido a 16 de Julho de 2019).

3. “China’s dystopian present: could “social scoring” surveillance increase pressure on Christians?”, Barnabus Fund, 27 de Novembro de 2018, https://barnabasfund.org/en/news/chinas-dystopian-present-could-social-scoring-surveillance-increase-pressure-onchristians (acedido a 16 de Julho de 2019).

4. A expressão “crença em Deus” também pode ser traduzida como “teísmo”. Piao Junying, “Students Forced to Sign Religion-Rejection Commitments”, Bitter Winter: A magazine on Religious Liberty and Human Rights in China, 2 de Fevereiro de 2019, https://bitterwinter.org/forced-to-sign-religion-rejection-commitments/ (acedido a 16 de Julho de 2019).

5. “Chinese officials again detain underground bishop during Holy Week”, Catholic News Agency, 27 de Março de 2018, https://www.catholicnewsagency.com/news/chineseofficials-again-detain-underground-bishop-during-holy-week-32841

6. “China-Vatican accord followed by the destruction of two shrines in Shanxi and Guizhou (videos)”, Asia News, 25 de Outubro de 2019, http://www.asianews.it/news-en/ChinaVatican-accord-followed-by-the-destruction-of-two-shrines-in-Shanxi-and-Guizhou%28videos%29-45306.html

7. “Bibles pulled from online stores as China increases control of religion”, CNN, 5 de Abril de 2018, https://edition.cnn.com/2018/04/05/asia/china-bible-online-christianity-intl/index.html

8. “Chinese state Protestants plan “socialist” Christianity,” UCA News, 16 de Abril de 2018, https://www.ucanews.com/news/chinese-state-protestants-plan-socialistchristianity/82071

9. Bernardo Cervellera, “Wenzhou’s bishop Shao Zhumin taken by police”, Asia News, 9 de Novembro de 2019, http://www.asianews.it/news-en/Wenzhous-bishop-Shao-Zhumintaken-by-police-45439.html

10. Christian Ellis, “11 Christian Children Arrested in Violent Raid as China Increases Persecution”, CBN, 6 de Março de 2019, http://www1.cbn.com/cbnnews/cwn/2019/march/11-christian-children-arrested-as-china-increases-persecution-but-faith-continuesto-grow; “Christian Prisoners of Conscience: Pastor Wang Yi”, Barnabus Fund, https://barnabasfund.org/en/Christian-Prisoners-of-Conscience/Wang-Yi (acedido a 11 de Junho de 2019).

11. “Chinese Govt offers financial reward for turning in Christians”, Christian Institute, 2 de Abril de 2019, https://www.christian.org.uk/news/chinese-govt-offers-financial-reward-forturning-in-christians/?e050419 (acedido a 11 de Junho de 2019).

Abril de 2018

Foi proibida a venda online da Bíblia(7) antes que surja uma nova versão compatível com a sinicização [processo de assimilação da cultura chinesa] e o socialismo.(8)

Novembro de 2018

O Bispo Peter Shao Zhumin de Wenzhou foi detido pela quinta vez em dois anos. Os relatos sugerem que o Bispo da Igreja Católica “na clandestinidade” foi mantido em isolamento e sujeito a doutrinação em ideologia comunista durante 10 a 15 dias. Depois de ter sido detido em Maio de 2017, ficou preso durante 7 meses.(9)

Fevereiro de 2019

Às 20 horas de domingo, dia 24, 44 membros da Igreja da Aliança das Chuvas Precoces, incluindo 11 crianças, foram detidos na cidade de Chengdu. “Um polícia à paisana espancou Tang Chunliang e a sua mulher na esquadra de polícia”. Um polícia bateu selvaticamente na mãe do pastor, agarrando-lhe no cabelo e dando-lhe pontapés, enquanto outro a mantinha no chão. A maior parte dos membros desta igreja foram libertados ao início do dia de segunda-feira, entre as 2 e as 6 horas da manhã, 11 foram colocados em detenção administrativa. Em Dezembro de 2018, as autoridades locais tinham encerrado formalmente a igreja, tendo detido o Pastor Wang-Yi e 160 cristãos, por “incitamento à subversão do poder do Estado”.(10)

Março de 2019

Os responsáveis chineses, na cidade de Guangzhou, implementaram o pagamento de recompensas monetárias às pessoas que forneçam informações sobre igrejas clandestinas e outros locais de culto “não oficiais”. Aqueles que tinham informações úteis vão receber 100 yuan (€12,75), que podem chegar até 10.000 yuan, o correspondente a cerca de dois meses de salário médio, para os que ajudem a identificar e deter pastores e membros de grupos religiosos não oficiais.(11)

More articles

NIGÉRIA

“Há um objectivo claro: islamizar todas as áreas que

IRAQUE

Os Cristãos regressaram lentamente às suas cidades e aldeias

ÍNDIA

Durante o período em análise, houve relatos de ataques

EGIPTO

O número de grandes ataques à bomba a igrejas

PAQUISTÃO

Os Cristãos estão sujeitos a perseguições violentas e discriminação,

SUDÃO

Em Maio de 2019, o Conselho Militar de Transição